domingo, 21 de dezembro de 2008

Mais... abraços?



É verdade, nunca fui de abraços. Nem de beijos. Preste atenção quando falar comigo, eu sempre abraço com um braço só, e sempre beijo só um lado do rosto. Dois beijinhos? Não, isso é demais pra mim. Dizem que quando pequena, eu dizia que abraços me sufocavam. Meus poucos abraços e beijos são só pra ocasiões especiais. Então, a pergunta que mais me fizeram depois do último post foi: "Você quer mais abraços? Como assim?". Explico. De fato, quero. Pra ser um pouco mais normal, mais sociável. Mas principalmente porque essa semana um abraço que recebi mudou meu jeito de ver as coisas. Um abraço demorado, dado espontaneamente, sem absolutamente nenhum motivo. Um abraço cheio de vontade de estar perto, com um cheiro delicioso. Um abraço que derreteu um coração gelado. E são abraços assim que eu quero. E quero muitos.

Um comentário:

Armando Maynard disse...

Uma garota que economiza beijos e abraços, certamente guardando para o amado, mesmo assim em ocasiões especiais. Que este ano essas ocasiões especiais sejam frequentes e que estes abraços no lugar de lhe sufocar, a oxigene sempre. Um abraço, Armando[fetichedecinefilo.blogspot.com] e [recomentarios.blogspot.com]