segunda-feira, 21 de julho de 2008

Eu tô falando de Amizade...

Dia 20 de julho é oficialmente o dia do amigo. No calendário, porque amigo de verdade é amigo toda hora, não tem dia, nem nada disso.
Tenho poucos, bem poucos amigos, posso fazer uma lista deles bem rapidamente, sem esquecer de ninguém. Mas eles são excelentes, valem muito e são pessoas bem melhores que eu, por isso que faço questão de mantê-los sempre por perto.
Arranjar companhia pra uma festa é fácil. Meus amigos me acompanham em festas, velórios, programas de índio, barcos furados, visitas a doentes, missas, salas de espera, filas e programas toscos em geral. Saber do que a gente gosta é fácil, mas só os amigos sabem do que a gente não gosta, e ainda se empenham para exterminar essas coisas da nossa vida.
Meus amigos são meu juízo, me indicam o melhor caminho, e sempre estão prontos pra ir me buscar quando eu me perco no caminho errado.
E eu me sinto tão confortável com todos, que geralmente eu nem preciso falar nada, eles sabem o que  estou pensando, e nos entendemos numa sintonia incrível, mesmo com todas as diferenças entre nós. Eles reconhecem os dias de hiperatividade pelo jeito de falar no msn, a tristeza em um simples "alô", e a TPM em um minuto de conversa. Sabem quando eu apronto, não sei como, mas sabem. E adivinham quando penso em aprontar, e isso não é exagero, basta pensar, e eles já perceberam.
São mesmo pessoas lindas, a quem devo muito e não canso de agradecer diariamente, não precisa ser 20 de julho nem nada. E são amigos de uma vida inteira, mesmo os mais recentes, porque eles chegaram há pouco, mas já sei que permanecerão. A amizade desconhece os efeitos do tempo, e simplesmente existe. Aquela amiga de infância que você não vê há anos e agora mora longe, aparece no Orkut, e vocês ainda têm assunto e empolgação pra conversar, como se nunca tivessem se afastado. A amizade ignora a distância e não se incomoda com os milhares de quilômetros que separam fisicamente você e aquele amigo tão querido. É o que faz manter os amigos de décadas, que fazem parte do seu cotidiano, da sua família, das suas melhores lembranças.
A amizade é um tipo de amor que a rotina não desgasta, a distância não esfria e o tempo não apaga. Bom, né?

4 comentários:

Andressa disse...

Muuuuuito bonito, isso :)

Leila disse...

Feliz daqueles q podem desfrutar da sua amizade...então posso me considerar uma pessoa feliz!!
Bjuuu

MarinaMorena disse...

Dizem que os amigos são os irmãos que a vida nos permite escolher... Não é toa que sempre nos tratamos como irmãs... Não estamos falando só de amizade. Estamos falando de carinho profundo, de respeito mútuo e grande cumplicidade.
Eu ainda poderia falar da gigantesca admiração que tenho por você, não só como amiga carinhosa e cúmplice, mas como ser humano de invejável inteligência, surpreendente pensamento ágil e infinito bom-humor! Sem esquecer, ainda, que no seu caso eu tenho que falar das lembranças... Dos fatos engraçados, dos primeiros amores, das conversas de corredores, da primeira viagem, da bibliotecária do colégio... Saudosas e maravilhosas lembranças que fazem de você mais que minha amiga... fazem de vc MINHA IRMÃ!!

Tio Lillo disse...

Eita, so posso concordar e clicar nos anuncios. ehhehe.
Gostei demais do texto.