segunda-feira, 18 de agosto de 2008

Insônia Olímpica

Dormir cedo já não é uma das tarefas mais fáceis pra mim, e essas olimpíadas têm sido o pretexto que eu precisava pra ficar acordada até muito tarde. E pra não adormecer, vale ver qualquer coisa. Tiro, basquete, handebol, natação, ginástica artística, marcha atlética, nado sincronizado, tênis de mesa, tudo! Eu não preciso nem conhecer as regras, mas vejo. Luta greco-romana, vela, badminton, esgrima, eu não faço a mais vaga idéia de quem está ganhando até que o narrador anuncie, mas sempre acho a subida ao pódio emocionante. Torcer, torcer mesmo, eu só torço pelos meninos do vôlei. Aquele excesso de testosterona em quadra é de empolgar qualquer pessoa. Qualquer mulher, principalmente. E ver uma equipe tão entrosada, jogando com tanta garra é lindo. O vôlei tem uma união que o futebol, por exemplo, não tem. Não sei se é porque os jogadores da seleção de Dunga só estão juntos quando jogam, ou por causa dessa tradição de "país do futebol", que já dá a eles o status de estrelas. A verdade é que a equipe de Bernardinho entra em quadra com disposição, e não importa quem faz quantos pontos, o importante é ganhar. E quase sempre eles ganham. Essa história de país do futebol, pra mim, não cola. Na quadra ou na praia, masculino ou feminino, o Brasil é mesmo o país do vôlei. Está valendo a pena ficar acordada pra ver esse pessoal jogar. O sono? Giba nele!

3 comentários:

Dandan disse...

E já comigo é o pretexto que faltava p acordar cedo!! Os jogos estão me fazendo jogar a preguiça que tanto me ataca p escanteio!!!
Xero, amore meu!
Vá dormir, viu? hum!

Andressa disse...

Que Giba, que nada ! André Heller no sono !!!!

Blogão do Alecão disse...

O Brasil está uma porcaria mesmo... Só da pra confiar no volei, seja o masculino ou o feminino....