sexta-feira, 8 de agosto de 2008

Nem aqui, nem na China.

Certamente nunca houve no mundo um espetáculo como foi a abertura das olimpíadas hoje. Coisa linda, de arrepiar mesmo. Pra falar a verdade, me emocionei em váááários momentos, mas como eu choro até com o Lata Velha do Caldeirão do Huck, essa não deve ser uma referência muito válida. Mas foi incrível, de verdade. "Um Mundo, Um Sonho", e só o esporte pra conseguir fazer a gente achar que isso é possível em algum momento. Que linda a menininha de vestido vermelho cantando enquanto a bandeira da China entrava, e os 2008 tambores perfeitamente sincronizados fazendo um espetáculo de luz e som, uma contagem regressiva de arrepiar. Os fogos de artifício, de colocar qualquer réveillon no chinelo, nada mais justo no país onde surgiu a pólvora, né? Uma profusão de cores, luzes, pessoas e sons, sem que nada fosse exagerado ou de gosto duvidoso. Simplesmente perfeito. Quem conseguiu pensar nos problemas da China durante aquelas 4h no ninho do pássaro? Como se não existissem diferenças entre eles, lá estavam milhares de atletas de todas as partes do mundo, todos com a emoção de quem alcança um objetivo estampada no rosto. "Um Mundo, Um Sonho". Mais adequado, impossível.

3 comentários:

Murillo disse...

eu não assisti!
estava no trabalho.

Leila disse...

Ainda bem q eu não fui a única q ficou emocionada....
Lindo mesmo, perfeito!!!

Andressa disse...

Sim, sim ! Dinheiro, ultratecnologia e muita disciplina fazem essas coisas ! E não tinha nem ninguém pelado !